Santuário Senhora da Graça



Este templo situa-se no alto do Monte Farinha, sobranceiro a Mondim de Basto, a cerca de 990 metros de altitude. Inserido numa paisagem de grande beleza e rodeado pelas montanhas da Serra do Alvão, é um local de referência ao nível da história, da arqueologia, da religião e mesmo do desporto. A devoção a Nossa Senhora da Graça atrai ao santuário milhares de peregrinos todos os anos, principalmente nas suas três festas oficias: a Ascensão, no último domingo de maio, a secular romaria de Santiago, que se perde na memória dos tempos, a 25 de julho (já referenciada por volta de 1500) e a grande Peregrinação Anual do 1.º domingo de setembro, presidida pelo bispo de Vila Real. Quanto à arquitetura, o Santuário barroco apresenta torre sineira quadrangular e nave centralizada, octogonal e capela-mor e sacristia retangulares. No interior tem coberturas em cúpulas e abóbadas de berço, em granito, com coro-alto de cantaria sobre arco abatido, dois púlpitos laterais com base pétrea e guarda de madeira, de acesso pelo interior dos muros, dois retábulos colaterais e o mor em talha policroma, rococó.




Comentários