11ª Edição da Matança do Porco



Matança do Porco - 2016

 

No dia 21 de Fevereiro renovou-se a tradição da matança do Porco. A freguesia de Mondim de Basto procurou, tal como o vem fazendo ao longo deste mandato, reviver e reconstituir o rito da matança, integrando-o no seu plano de actividades.

O dia apresentou-se solarengo logo pela manhã. O grupo de caminheiros iniciou caminhada até ao lugar de Campos onde foi servido o tradicional mata-bicho, que se fez acompanhar do delicioso café no Pote. Depois, progrediu-se por caminhos rurais, travessia de ribeiros e pela levada de Pisqueiredo que nos proporcionaram paisagens belas desta Freguesia que neste dia apresentava um ótimo dia para passear.

Concluídos os preparativos do almoço, preparado na sede do Grupo dos Cantares de S. Bartolomeu de Pedra Vedra, recreando a tradição familiar da matança, o porco no espeto fumegava, envolvendo odores que inebriavam todos os que iam aparecendo para admirar o bicho. Em pouco tempo, o mesmo já se encontrava reduzido a febras suculentas, bem temperadas acompanhado do arroz e do caldo no pote, que aconchegou o imenso apetite que reinava, fruto do desgaste da caminhada.

Foi um dia diferente, bem passado, a que se associaram caminheiros e entusiastas desta iniciativa que já estão acostumados e enraizados na reconstituição da tradicional matança, que ainda hoje, face às dificuldades económicas, serve de garantia de sobrevivência a muitos lares.

Esta iniciativa já ganhou o relevo merecido, como uma das datas dignas de comemoração, marcando o calendário das iniciativas da freguesia, à volta da qual todos se reunem num clima de festa e puro convívio social.

Não há algo mais grato do que proporcionar momentos de convívio à população e recuar no tempo para manter vivas as tradições que constituem o nosso património e identidade cultural.

Este evento, organizado pela freguesia de S. Cristóvão de Mondim e o Grupo de Cantares de S. Bartolomeu de Pedra Vedra, agradecem a participação e a colaboração de todos que contribuíram nesta 11ª Edição.

 

 

O Executivo da Freguesia

Comentários